CEREJEIRAS E VILHENA –  Jhonatas Iago, 20 anos, teria sido morto por engano. É o que apura a Polícia Civil em Cerejeiras. Ele levou um tiro na testa quando descia pela rua Canadá de bicicleta, por volta das 21h do dia 18. Veja a matéria do Folha Online, a respeito do crime. O crime não teve testemunha e a família diz que ele era pessoa tranquila e não entrava em confusão.
Um familiar afirmou ao site de Vilhena que dois rapazes de moto se aproximaram e atiraram na vítima, cujo corpo ficou caído ao lado da  bicicleta. Há informações, não confirmadas pela polícia, de que foram cinco tiros, dos quais, apenas um acertou-o.

Na semana passada, um familiar do rapaz, que preferiu não ser identificado, disse ao site que Jhonatas pode ter sido assassinado por engano. O alvo dos assassinos seria outra pessoa, parecida com o garoto. A polícia, segundo o familiar, investiga também essa possibilidade.

Folha do Sul Online chegou a questionar o delegado Rodrigo Spiça sobre a informação extraoficial quanto a um possível assassinato por engano, mas o delegado preferiu não comentar, afirmando apenas o seguinte: “Sem novidades”.

A irmã da vítima conta que ele gostava de jogar bola e era até chamado de Neymar pelos amigos, pedla habilidade e pela aparência). “Ele também não estava mexendo com mulher casada. Estava indo na igreja, seguia. Ele era boa pessoa e não tinha desavenças. Ele brincava com todo mundo”, disse a jovem.