Após fazer um histórico desde a criação do Pronto Socorro João Paulo II – fundado inicialmente para atender apenas funcionários da Eletronorte – o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Eyder Brasil (PSL) falou, durante sessão ordinária, sobre a importância da inauguração nesta terça-feira (14) do Ambulatório de Trauma Ortopédico pelo governo estadual.

De acordo com o parlamentar, é o segundo passo importante para desafogar o João Paulo. O primeiro foi a transferência do excedente de pacientes, que eram assistidos nos corredores e em outras dependências, para hospitais particulares. O ambulatório, conforme explicações de Eyder Brasil, é para atendimentos de pequenas e médias complexidades.

Segundo Eyder, isso vai interferir na redução do número de internos no Pronto Socorro. O novo setor médico governamental terá ortopedistas, enfermeiros, técnicos de gesso e técnicos em enfermagem. Antes, pacientes precisando de pequenos procedimentos ortopédicos, sem necessidade de intervenções cirúrgicas, ficavam à espera nas dependências do hospital com acompanhantes.

O pronto-socorro João Paulo, a partir de agora, passará a atender apenas casos de alta complexidade nesta área. Para o parlamentar, o Governo de Rondônia está enfrentando o problema de frente, melhorando, progressivamente, o pronto-socorro, que, segundo ele, já foi classificado, na mídia nacional, em outros governos, como o pior do país.

 

 

 

Foto: José Hilde-Decom-ALE-RO