CACOAL – A Secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc) tem oferecido as mais distintas formações com o objetivo de melhorar a qualidade do ensino nas escolas da rede estadual de Educação e, nos dias 28 e 29 de agosto, promoveu a Formação Continuada para 60 professores que atuam nas escolas existentes nas Comunidades Quilombolas, no município de Cacoal.

Dezenas de quilombolas estiveram na formação promovida pela Seduc

Com a formação, o governo de Rondônia cumpre à legislação que prevê atendimento educacional às populações tradicionais, por intermédio do Núcleo de Educação Escolar Quilombola da Seduc e colocou a temática “Diversidade no ambiente escolar é uma questão de direitos humanos”, onde os professores receberam conteúdos voltados para as questões afro-brasileira, como: respeito à diversidade, costumes, religiosidade e cultura das comunidades tradicionais.

O evento foi realizado em Cacoal e sabe-se que hoje Rondônia conta com oito Comunidades Quilombolas, localizadas no Vale do Guaporé (nos municípios de Costa Marques, São Francisco, São Miguel e Alta Floresta), sendo, sendo que cinco comunidades possuem escolas, onde estudam cerca do 380 alunos.

A professora Francinete Pereira afirmou que uma vasta programação foi cumprida pelos professores. A primeira oficina foi de “Inclusão da Educação Especial em áreas Quilombola”, com a professora doutoranda Dulcilene Saraiva Reis. A oficina, de “Produção de texto em uma perspectiva Interculturalidade no espaço escolar” foi com a professora doutoranda Luciana Dermani de Aguiar. O professor doutor Marcos Domingues Teixeira (Unir) proferiu, no dia 28, a palestra com o tema “Diversidade no ambiente escolar é uma questão de Direitos Humanos”. O professor doutorando Alécio Valois Pereira de Araújo abordou o tema “Politicas Públicas para Educação Quilombola e as garantias dos direitos humanos”, em sua palestra. “Áreas Quilombolas” foi a apresentação da professora doutoranda Dulcilene Saraiva Reis.

A professora Francinete disse que estiveram participando da formação os coordenadores pedagógicos e professores que atuam nas escolas das comunidades Quilombolas, técnicos da Secretaria Estadual de Educação de Rondônia (Seduc), cujo objetivo foi de contribuir com subsídios teóricos e práticos que possibilitem a melhoria da prática pedagógica dos professores que atuam no ensino fundamental e médio em escolas situadas nas Comunidades Quilombolas.