PORTO VELHO – Vida noturna sem drogas está no YouTube. Entrevistado no Programa Papo da Hora pela superintendente estadual de Política Sobre Drogas, Isis Queiroz, o rondoniense DJ Leudson conta um pouco de sua vida e fala do interesse natural do jovem pela noite. “Uma conversa pode mudar tudo” – este é o desafio e o convite feito por Isis. “Droga não é legal, não vale a pena”, diz ele. “Para você ser feliz, não precisa disso, porque a felicidade mora dentro de você e é possível transbordar de felicidade fazendo outras coisas”.

Aos 31 anos de idade e duas décadas de profissão, ele conseguiu cerca de 60 mil fãs [likes reais] no País e nas mensagens cheias de energia, Leudson conquistou a admiração e o carinho do público pela interatividade em suas apresentações.

O mais popular DJ do  norte brasileiro já apresentou em dez estados do País: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Roraima e São Paulo.

“Queremos saber o que você pensa, o que espera do governo, do futuro, em que causa está engajado no momento; jovens e pais estão convidados a participar do programa”, instigou a superintendente da Sepoad.

Veja o programa

Em se falando de música eletrônica, o DJ Leudson vai longe. Atualmente ele cativa bastante a juventude de estados vizinhos. Indicado pela DJ Sound ao Prêmio Awards nas categorias “Destaque DJ Revelação” e “Destaque DJ Dance”, em 2010, ele cravou seu nome no ranking Top 100 DJs da renomada revista, chegando a ocupar a posição 34 no ano de 2014.

Já apresentou-se em dez estados do país: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Roraima e São Paulo.

Além dos sucessivos e até incontáveis pedidos de selfie, e da compreensão com o natural assédio provocado pelas redes sociais, Leudson comenta o que é “passar pela noite com a cabeça no lugar”. E recomenda aos jovens valorizar a família, participar de movimentos comunitários e de igrejas.

LEIA MAIS
Mecânico quer trabalhar, mas álcool não deixa