PORTO VELHO – Nesta quarta-feira, a partir das 14h, o VII Encontro de Direito Médico de Rondônia debaterá os desdobramentos éticos e jurídicos da relação médico-paciente e a judicialização da medicina. Palestras e discussões têm foco nos eixos centrais do evento organizado pelo escritório Cândido e Henrique Advogados Associados.

A exemplo das edições anteriores, mesmo aberto ao público em geral, no auditório da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil o evento tem como público alvo advogados, médicos, acadêmicos de Direito e de Medicina.

Segundo o advogado e coordenador do encontro, Cândido Ocampo, a realização do evento tem sido desafiadora, mas apresenta grandes compensações.

“Estamos realizando um trabalho de conscientização, não apenas dos profissionais atuantes nas duas áreas, mas também dos jovens acadêmicos que, desde a primeira edição, têm prestigiado cada vez mais as palestras, debates; inclusive, participando ativamente, dando opiniões, apresentando ideias e contribuindo para os resultados positivos que temos alcançados com esta iniciativa”. Cândido Ocampo

Cândido Ocampo acrescenta que, a cada ano, o encontro ganha mais público. “É importante ressaltar que estamos contribuindo para o debate saudável de ideias e que todos podem participar. Contribuímos também para o crescimento e a melhoria dos serviços de saúde, mesmo indiretamente, trazendo à pauta temas relevantes e de interesse da sociedade, informando e esclarecendo a todos os envolvidos os seus direitos e deveres, bem como os reflexos éticos e jurídicos da relação médico-paciente”, argumentou. 

O encontro vai contemplar palestras sobre temas atuais e amplamente debatidos, dentre eles, as demandas contra médicos; a responsabilidade médica junto ao SUS. A judicialização da medicina será tema de debate mediado por Ocampo.

O VII Encontro de Direito Médico de Rondônia tem o apoio do Conselho Regional de Medicina de Rondônia; da Seccional de Rondônia da Ordem dos Advogados do Brasil; da Sociedade Brasileira de Direito Médico e Bioética; da faculdade São Lucas e do Hospital Hosp-Cor.

A mesa debatedora terá figuras ilustres e especialistas, dentre eles, as promotoras de Justiça da área da Saúde do Ministério Público de Rondônia, Emília Oiye e Rosângela Protti; o desembargador do Tribunal de Justiça de Rondônia, Gilberto Barbosa dos Santos; o presidente da Sociedade Brasileira de Direito Médico e Bioética (Anadem), Raul Canal; o secretário municipal de Saúde de Porto Velho, Orlando Ramires; e o presidente do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero), Andrei Leonardo Freitas de Oliveira.


LEIA TAMBÉM
Saúde sem estrutura resulta em erro médico
Paciente tem direito amplo e irrestrito a questionar
Falhas e desacertos serão debatidos no 7º Encontro
Encontro vai propor criação de varas especializadas

Mais informações e inscrição (gratuita) no site
www.direitomedicorondonia.com