BELÉM – Pesquisa feita pela engenheira agrônoma Érika Ferreira Rodrigues, para obtenção do título de especialista em Gestão Ambiental pelo Núcleo de Meio Ambiente da Universidade Federal do Pará (Numa/UFPA), constatou que estamos consumindo marcas de água mineral com altos níveis de acidez. A informação é do Jornal Universidade Federal do Pará.

O resultado das análises físico-químicas realizadas em amostras de sete diferentes marcas comercializadas na Região Metropolitana de Belém indicou que todas estão impróprias para consumo e não podem ser classificadas como águas minerais. O estudo, apresentado na forma de monografia, foi concluído em junho do ano passado.

A Portaria nº 2.914, de 12 de dezembro de 2011, do Ministério da Saúde, que dispõe sobre o padrão de potabilidade das águas, recomenda que o pH (potencial hidrogeniônico) da água própria para consumo seja mantido na faixa de 6,0 a 9,5.

Nenhuma das marcas analisadas no Laboratório de Recursos Hídricos do Instituto de Geociências da UFPA está dentro desse padrão. O pH dessas marcas varia entre 3 e 4,5, o que as as caracteriza como muito ácidas, portanto, impróprias para consumo.

“Uma água precisa ter um pH acima de 6,5 para ser potável. Abaixo disso, não é água potável, podendo, inclusive, causar problemas de saúde”, adverte o professor Milton Matta, orientador do trabalho.

Ele explica o risco do consumo da água mineral com pH ácido: “Essa água, sendo consumida durante dez, 20 anos, pode causar problemas gástricos, como gastrites, úlceras e câncer de estômago, doença cuja incidência coloca o Pará em segundo, entre os Estados da Federação.”

Fizemos um levantamento do pH de 16 marcas vendidas no Brasil.

Pureza Vital Nestlé – pH  7,44 (alcalino)
Minalba – pH 8,04 (alcalino)
Puris – ph 6,98 (neutro)
Sarandi – pH 9,35 (alcalino)

São Lourenço – pH 5,45 (ácido)
Indaiá – pH 4,64 (ácido)
Bonafont – pH 5,44 (ácido)
Lindoya – pH 6,74 (neutro)
Ibirá – pH 10,15 (alcalino)
Petrópolis – pH 5,38 (ácido)
Levity – pH 8,84 (alcalino)
Schin – pH 6,79 (neutro)
Perrier – pH 5,5 (ácido)
Crystal – pH 7,28 (alcalino)
Água prata – pH 7,01 (neutro)
Santa Joana – pH 5,25 (ácido)

É importante dizer que o pH pode variar dependendo da fonte, pois algumas marcas são engarrafadas em mais de uma fonte.

Por isso, leia o rótulo com atenção, para saber com certeza se o pH da água que você bebe é ácido, neutro ou alcalino.