PORTO VELHO – Dois homens em um Renault Sandero recheado de cocaína vinda da Bolívia foram presos pela Polícia Civil de Rondônia na madrugada desta sexta-feira, 23, em uma barreira montada na região de Jaci Paraná. É Rubens B. S., de 43 anos, e seu comparsa Valdeci F. P, que transportavam escondidos no fundo falso do porta-malas do carro. A abordagem foi feita no quilômetro 58, da BR-364, próximo ao distrito de Jaci-Paraná.

Nesta mesma barreira, os policiais abordaram por acaso outro veículo em que foram encontradas três armas de fogo. Com o flagrante, os policiais prenderam Weverton M. L., de 29 anos, e Sônia Maria M. G., com três armas de pressão adaptadas.

De acordo com o delegado Silvio Hiroshi Yamaguchi, durante as investigações os policiais descobriram que os Rubens e Valdeci iriam transportar drogas do município de Guajará-Mirim para Porto Velho.

Nesta madrugada, os policiais montaram uma campana na BR-364, e ao avistarem o veículo Sandero, realizaram a abordagem próximo ao distrito de Jaci-Paraná.

Durante a revista, os policiais encontraram 18 tabletes de cocaína pesando mais de 19 quilos. Questionados, um dos ocupantes do veículo disse para os investigadores que receberia R$ 5 mil de uma pessoa para levar a droga para a Capital.

De acordo com a Polícia, toda a droga encontrada com os criminosos foi avaliada em aproximadamente R$ 300 mil.

O criminoso disse ainda, que ele e seu comparsa iriam abandonar o veículo Sandero estacionado na Avenida Mamoré, onde em seguida os bandidos que encomendaram a droga iriam pegar o carro.

Armas

Em outra abordagem, os policiais deram ordem de parada para Sônia Maria que estava dirigindo o veículo Fiat Siena, mas a mulher não obedeceu, fugindo em alta velocidade, houve perseguição, e ela acabou sendo detida.

Dentro do carro, os policiais encontraram três armas de pressão adaptadas para calibre 22. Questionada, a motorista do veículo disse que era motorista de aplicativo, alegando que não sabia que Weverton estava com as armas.

Todos os quatros receberam voz de prisão, e foram encaminhados para a delegacia onde estão à disposição do delegado.