PORTO VELHO – Reinaugurado na segunda-feira, 20, o Memorial do Judiciário, instalado no hall do 5º andar do edifício-sede do Tribunal de Justiça de Rondônia, um exposição permanente de objetos, documentos e imagens da trajetória do Judiciário no Estado. Os primeiros visitantes foram o ministro Marco Aurélio Buzzi, a conselheira do Conselho Nacional de Justiça Daldice Maria Santana De Almeida e  o desembargador paranaense Roberto Portugal Bacellar, por ocasião do II Congresso Internacional de Mediação e Conciliação.

A reativação do memorial é a primeira exposição criada pelo Centro de Documentação Histórica  desde que foi incorporado à estrutura da Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron), no final de 2018. O material exibido inclui o registro de momentos históricos do Poder Judiciário de Rondônia, como fotos dos “Sete Samurais”, alcunha pela qual ficaram conhecidos os primeiros desembargadores do estado, e da posse da turma de juízes aprovados no primeiro concurso da magistratura de Rondônia, em 1982, logo após a elevação do território a estado.

Também compõem o memorial atas importantes, como a da instalação da comarca de Santo Antônio do Rio Madeira, em 1912 (ainda integrando o estado do Mato Grosso), e da nomeação de seu primeiro promotor de justiça. Outras curiosidades incluem um processo de reconhecimento de terras de 1911, um termo de casamento celebrado em 1913 e outro de audiência que instalou a mesa eleitoral do município para a eleição de 1924 do Senado Federal.

O diretor da Emeron, desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia, conduziu os convidados pela exposição.

Cendoch

O Centro de Documentação Histórica do TJRO passou a integrar a Escola da Magistratura em virtude da criação do Centro de Pesquisa e Publicação Acadêmica (Cepep) da Emeron e ativação de seus grupos de pesquisa. Estão à disposição dos pesquisadores no Cendoch os processos judiciais referentes ao período de 1912 a 1969, com os posteriores ainda em fase de análise e organização. No total, aproximadamente 8 mil documentos compõem o acervo.

O Centro está localizado na Av. Brasília, 2467, no Centro de Porto Velho, e fica aberto de segunda a sexta-feira, das 8 às 13h e das 16 às 18h. Navegue aqui pelo novo site do Cendoch no ambiente virtual da Emeron.