SÃO PAULO E PORTO VELHO – A Polícia Federal volta a combater a falsificação de dinheiro. Cerca de 50 policiais federais dão cumprimento a 26 mandados expedidos pela Justiça Federal em São José dos Campos (SP), dos quais, dez mandados de busca e apreensão, dez de prisão preventiva e seis mandados de prisão temporária.

Os mandados de busca e prisão estão sendo cumpridos nas cidades de São José dos Campos, São Paulo e Guarulhos.

As investigações começaram a partir da denúncia de um homem que compareceu à delegacia da PF em São José dos Campos e relatou que havia vendido um aparelho celular a uma pessoa que pagou pelo aparelho a quantia de R$ 1.100,00 em cédulas falsas. Após esse fato, a PF começou a identificar outras vítimas que haviam anunciado produtos pela internet (geralmente celulares e vídeo games) e recebido o pagamento em cédulas falsas.
Por meio de interceptações telefônicas, autorizadas pela Justiça Federal em São José dos Campos, foram identificados três suspeitos da prática dos crimes de associação criminosa e moeda falsa na região do Vale do Paraíba.
Há outros suspeitos e quadrilhas atuando na fabricação e distribuição de cédulas falsas em São Paulo, Guarulhos e Mogi das Cruzes, inclusive remetendo grande quantidade de cédulas falsas a outras unidades da Federação como Rondônia, Rio de Janeiro, Paraíba e Distrito Federal.

Além dos mandados que estão sendo cumpridos, a Operação Moneda fechou uma fábrica de cédulas falsas em Mogi das Cruzes, com a prisão em flagrante de três pessoas e apreensão de cédulas falsas e de equipamentos utilizados para fabricação das cédulas; prendeu em flagrantes nove pessoas na Paraíba; e apreendeu mais de duzentos mil reais em cédulas falsas, incluindo valores remetidos pelos suspeitos via Correios.

Os presos serão encaminhados à custódia provisória e ficarão à disposição da Justiça Federal.